Estabelecimento interditado na capital — Foto: PMA

Um bar e uma boate foram interditados na Zona Sul de Aracaju, durante uma fiscalização realizada na noite desta quarta-feira (30), para o cumprimento das medidas sanitárias para evitar o avanço do novo coronavírus.

Uma das medidas estabelecidas no decreto é que bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos similares devem funcionar com ocupação máxima de 50% da capacidade do local, devendo cada mesa contar com, no máximo, seis pessoas.

Segundo as equipes, durante a fiscalização foi possível encontrar consumidores sem máscara, capacidade do estabelecimento acima do permitido e não cumprimento de distanciamento social. Alguns desses locais já haviam sido notificados anteriormente.

A coordenadora da Vigilância Municipal, Denilda Caldas Caldas, citou medidas que devem ser cumpridas pelos estabelecimentos, como o uso de cardápio virtual, disposição de mesas com distância mínima de um metro e meio, limpeza de banheiros a cada duas horas e dispensadores com álcool gel a 70%, para higienização das mãos.

“Os espaços de dança e de lazer para crianças não são permitidos e devem permanecer isolados. Sobre as áreas externas, é aconselhável que os estabelecimentos adotem medidas de controle de acesso, organizando filas com o distanciamento mínimo recomendado ou distribuindo senhas. O importante é que as alternativas encontradas evitem aglomerações”, disse.

O trabalho de fiscalização reuniu equipes da Vigilâncias Sanitárias do município de Aracaju e do estado, Polícia Militar, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Guarda Municipal.

Fiscalização
Durante as festas de final de ano, o município de Aracaju, em parceria com o governo, promoverá fiscalizações nos eventos fechados realizados em bares e restaurantes da Capital. As inspeções cobrarão as exigências do decreto nº 6.324/2020, sobre questões de distanciamento social e adequações necessárias na atual situação epidemiológica.

A população pode denunciar aglomerações e eventos com público acima de 150 pessoas por meio do número 0800-729-3534, opção 7.

Fonte: G1Sergipe

Deixe uma resposta