A Delegacia Especial de Delitos de Trânsito (DEDT) da Polícia Civil identificou nesta segunda-feira, 4, o motorista de uma caminhonete suspeito de atropelar e matar um motociclista no cruzamento entre as ruas Lagarto e Divina Pastora, centro de Aracaju, na noite do dia 12 de dezembro de 2020. Gladston dos Santos Costa deixou o local sem prestar socorro à vítima de nome Marcus Aurélio Amor Divino Lisboa, 28 anos, que morreu horas depois no hospital.

A vítima teve fraturas expostas nos braços e em uma das pernas, além de provável hemorragia interna. O laudo pericial com a causa oficial da morte já foi requisitado pela delegada Daniela Lima, responsável pelas investigações. Ainda na noite do dia 12 de dezembro, um boletim de ocorrência foi formalizado na Central de Flagrantes.

Durante as investigações, câmeras de segurança da localidade foram requisitadas e testemunhas foram ouvidas. O suspeito prestou um primeiro depoimento no dia 29 de dezembro, mas negou ser o autor do homicídio culposo na direção de veículo automotor. Nesta segunda-feira, Gladson foi novamente reinquirido e após ser confrontado com as provas admitiu o atropelamento.

Ele contou que não consumiu bebidas alcoólicas, mas que fez uso de remédio controlado no fatídico dia e que só não parou para socorrer o rapaz porque ficou extremamente nervoso e com medo da reação das pessoas. As investigações prosseguem a fim de responder todos os questionamentos dos investigadores. O caso está sendo tratado pela Polícia Civil como crime de homicídio culposo na direção de veículo automotor, previsto no Código Brasileiro de Trânsito, Lei 9.605/1997.

Fonte: A8se

Deixe uma resposta