Radialista de Sergipe é condenado em segunda instância por mais de seis anos de Prisão

Photo of author

Por Isto é Aracaju

Ele é acusado pelos crimes de estupro e agressão contra uma mulher de 42 anos ocorridos em 2018; defesa irá recorrer da decisão.

Martelo da Justiça — Foto: Reprodução/Redes Sociais/Arquivo

A Justiça sergipana condenou, em segunda instância, nesta terça-feira (25) o radialista George Magalhães a seis anos e seis meses de prisão. Ele é acusado pelos crimes de estupro e agressão contra uma mulher de 42 anos ocorridos em 2018. Em um outro processo, em que era acusado de corrupção de testemunha George foi inocentado, diminuindo a pena inicial.

Através de nota, a defesa do réu explicou que, considerando que a decisão proferida não foi unânime, vai aguardar a sua publicação para entrar com recursos. E destaca que o réu deve ser considerado inocente, “não sendo possível falar em quaisquer efeitos da condenação criminal, devendo-se aguardar o regular julgamento dos recursos cabíveis”. O processo corre em sigilo.

Entenda o caso

George Magalhães foi preso em setembro de 2018 na residência dele, localizada no Bairro Atalaia, na Zona Sul de Aracaju, suspeito de coagir testemunhas do caso. Ele ficou na Cadeia Pública Tabelião Filadelfo Luiz da Costa, mais conhecida como Cadeião, no município de Estância (SE), até novembro do mesmo ano, quando conseguiu habeas corpus.

Por G1 Sergipe

Acompanhe também o Isto é Aracaju no Instagram, Facebook e no Twitter

Deixe um comentário