Suposta disputa por patrimônio pode ter motivado morte de mulher em Aracaju

Photo of author

Por Isto é Aracaju

Segundo a família, vítima não tinha inimizades; Polícia Civil começa coleta de provas

Desavenças em torno de um testamento com a herança de um senhor da cidade de Estância podem ter motivado a morte de Maria do Socorro Santos Filho, 38 anos. A mulher, que foi assassinada a tiros dentro de casa em Aracaju, será sepultada na tarde desta terça-feira (6), no interior sergipano.

O inquérito do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) será conduzido pelo delegado Ítalo Almeida. A Polícia Civil começou a coleta de provas, informações e a oitiva de testemunhas na manhã desta terça e, por isso, ainda não possui nenhuma linha de investigação delineada para o caso.

A casa onde ocorreu o crime à esquerda. Foto: Laís de Melo/F5News

Mas a reportagem do F5 News ouviu pelo menos quatro pessoas ligadas às famílias da vítima e do seu companheiro, que confirmaram as suspeitas de que o crime teria sido orquestrado por pessoas próximas ao casal, que tinha uma filha menor de idade.

Os relatos obtidos pelo F5 News indicam que o casal se mudou para Aracaju há cerca de um ano para tratar problemas de saúde do homem e também por conta de supostos desentendimentos entre um dos filhos e sua mulher. A discórdia teria se agravado depois que o marido teria assinado uma procuração autorizando a esposa a fazer a gestão integral do seu patrimônio.

Na porta do Instituto Médico Legal (IML), enquanto liberava o corpo da irmã para ser enterrado, o irmão dela, Damião Santos Filho, confirmou ao F5 News que o marido da irmã está com a saúde debilitada, mas disse desconhecer qualquer história sobre conflitos ou ameaças envolvendo Maria do Socorro. “O marido dela é diabético crônico, está fazendo diálise, usa cadeira de rodas. Ele tinha saído para passear com os filhos (na hora do crime)”, contou.

Maria do Socorro era natural da cidade de Japoatã, na região do Baixo São Francisco, onde seu corpo será sepultado ao final da tarde desta terça, em uma cerimônia reservada apenas aos familiares. 

Além da autoria, as circunstâncias do crime também não foram esclarecidas. Informações que possam ajudar a Polícia a elucidar o caso podem ser passadas através do Disque Denúncia 181, de forma anônima. 

 Por Will Rodriguez e Laís de Melo – F5 News

Acompanhe também o Isto é Aracaju no Instagram, Facebook e no Twitter

Deixe um comentário