Anuncie aqui no Isto é Aracaju

Cinco suspeitos morrem e oito são presos durante operação que cumpre 28 mandados contra grupo suspeito de narcotráfico em Sergipe

Photo of author

Por Isto é Aracaju

Segundo a polícia, integrantes comandavam o tráfico de drogas em várias cidades e tinham o domínio completo da Barra dos Coqueiros. O grupo aterrorizava a população através do medo, por homicídio com uso de arma de fogo.

Um dos presos é o proprietário de uma autoescola — Foto: Divulgação/SSP/SE

Cinco homens morreram em confronto com policiais civis e militares, na manhã desta sexta-feira (16). Outros oito foram presos. Todos são suspeitos de integrarem uma organização criminosa voltada ao narcotráfico em Sergipe.

As ações ocorreram durante uma operação que tenta cumprir 28 mandados de busca e apreensão e de prisão nas cidades de Aracaju, Barra dos Coqueiros, Malhada dos Bois, Propriá e Nossa Senhora do Socorro.

Até o momento, foram apreendidos sete tabletes de cocaína, maconha, uma prensa, munições, balanças de precisão e seis armas de fogo, incluindo revólveres, pistolas e espingarda.

Apreensão durante operação — Foto: Divulgação/SSP/SE

De acordo com o delegado Wilkson Vasco, os integrantes comandavam o tráfico de drogas em várias cidades e tinham o domínio por completo na cidade da Barra dos Coqueiros. O grupo aterrorizava a população através do medo, por homicídio com uso de arma de fogo.

Um dos presos é o proprietário de uma autoescola localizada na avenida principal da Barra. Ele estava com drogas no momento da detenção. O homem e um funcionário são suspeitos de falsificar Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) para integrantes da organização criminosa fugirem da persecução penal, usando nomes falsos para não serem presos por seus mandados de prisão em aberto.

As investigações, que duraram cerca de três meses, apontam que a organização criminosa é socialmente bem relacionada e dona de empresas e negócios aparentemente lícitos. Entretanto, são de atuação criminosa com negócios de fachada e ações violentas, inclusive, utilizando roupas policiais para executar traficantes rivais no tráfico de drogas.

Operação Loftus cumpre 28 mandados contra grupo suspeito de narcotráfico com atuação em várias partes de Sergipe — Foto: Divulgação/SSP/SE

Loftu

De acordo com a SSP, o nome da operação é ‘Loftus’ e, segundo a polícia, foi escolhido por causa da teoria da psicóloga Elizabeth Loftus, sobre como as pessoas processam as informações e suas memórias, podendo acreditar em algo que não é verdade. Participam da operação 150 policiais.

Por G1 SE

Acompanhe também o Isto é Aracaju no Instagram, Facebook e no Twitter

Deixe um comentário