Lei de combate à pobreza menstrual nas escolas de Aracaju é sancionada pelo prefeito Edvaldo Nogueira

Photo of author

Por Isto é Aracaju

Edvaldo sanciona lei de combate à pobreza menstrual nas escolas de Aracaju — Foto: Ana Lícia Menezes/PMA

A lei 5.399/2021, de combate à pobreza menstrual, voltada para a promoção de ações de saúde menstrual e para o fornecimento de absorventes foi sancionada pelo Prefeito de Aracaju Edvaldo Nogueira, nesta quinta-feira (23), na sede do Ministério Público de Sergipe (MP/SE), parceiro da prefeitura na execução do projeto.

De acordo com a prefeitura, o projeto Florir vai impactar na vida de 7.272 estudantes, matriculadas nas escolas do município. “Vamos enfrentar um problema grave, que é a pobreza menstrual, dando dignidade às meninas que estudam na rede municipal de ensino. As estatísticas mostram que 46% das estudantes deixam de ir à escola quando menstruam e isso não só dificulta a aprendizagem como interfere na vida social, dentro do âmbito escolar. Então, estamos dando um grande passo hoje, enfrentando uma questão que já é discutida no país inteiro”, disse o prefeito Edvaldo Nogueira.

De acordo com o prefeito, as ações serão desenvolvidas pelas secretarias da Assistência Social, Saúde e Educação, através de um Comitê Multidisciplinar. “Não vamos apenas distribuir os absorventes, mas realizar diversas ações de conscientização, que envolverão as famílias destas meninas”, acrescentou..

Na ocasião, também foi assinado um termo para cessão de um ônibus pelo MP/SE à Secretaria Municipal da Assistência Social para as ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal da Assistência Social.

“O ônibus será voltado para o atendimento da comunidade com trabalhos sociais, ações itinerantes em áreas de maior vulnerabilidade social. É uma maneira de estimular a cidadania, o respeito aos direitos, e de aproximar os órgãos públicos da população que mais precisa. Portanto, é uma felicidade para nós e o Ministério Público está à disposição para essas causas”, explicou o procurador-geral de Justiça, Manoel Cabral Machado.

Por G1 SE

Acompanhe também o Isto é Aracaju no Instagram, Facebook e no Twitter

Deixe um comentário