Canal WhatsApp Isto é Aracaju

Ministério da Saúde Amplia Faixa Etária para Vacina da Dengue com Doses Prestes a Vencer

Photo of author

Por Isto é Aracaju

Estados e municípios poderão aumentar o público-alvo do imunizante para pessoas de 4 a 59 anos. Estratégia será adotada em localidades que tenham vacinas armazenadas com vencimento em 30 de junho e 31 de julho.

Qdenga, vacina contra a dengue no Brasil — Foto: Ailton Alves/Rede Amazônica

O Ministério da Saúde autorizou estados e municípios a ampliar o público-alvo da campanha de vacinação contra a dengue. A medida valerá para as localidades que tenham lotes com vencimento em 30 de junho e 31 de julho.

A pasta recomendou que os governos locais liberem, de forma preferencial, a aplicação dessas doses para crianças e adolescentes de 6 a 16 anos. Atualmente, a campanha de imunização é voltada para pessoas de 10 a 14 anos.

Se a estratégia não permitir o “uso oportuno” das doses, as secretarias de Saúde poderão lançar campanhas para a imunização de pessoas de 4 a 59 anos — idade recomendada pela fabricante da vacina utilizada no Sistema Único de Saúde (SUS).

A ampliação temporária do público-alvo já havia sido adotada em abril, diante da baixa procura e da proximidade do vencimento de lotes. À época, a medida serviu para evitar o desperdício de imunizantes com validade até 30 de abril.

O Ministério da Saúde não informou quantas doses estão disponíveis com vencimento em junho e julho. Também não disse quais são os estados e municípios com lotes prestes a vencer.

“Esta é uma estratégia temporária e excepcional, aplicada apenas para as vacinas que possuem prazo de validade até 30 de junho e 31 de julho de 2024”, diz nota técnica publicada pela pasta na última sexta (21).

Ao todo, o ministério estima que o Brasil vai receber 6,5 milhões de doses de vacinas contra a dengue ainda neste ano.

Segundo a pasta, mesmo com a ampliação temporária, os governos locais devem adotar estratégias para a garantia de aplicação da segunda dose do imunizante Qdenga.

Vacina no SUS

O Programa Nacional de Imunizações (PNI), que reúne as vacinas aplicadas gratuitamente pelo SUS, oferta o imunizante Qdenga. O imunizante começou a ser oferecido em fevereiro deste ano nas unidades públicas de saúde.

A vacina contra a dengue foi desenvolvido pelo laboratório japonês Takeda Pharma. O registro foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em março de 2023.

A vacina contém vírus vivos atenuados da dengue. Por isso, ela induz respostas imunológicas contra os quatro sorotipos do vírus da dengue.

O imunizante é aplicado em um esquema de duas doses, com intervalo de três meses entre as aplicações.

De acordo com a Anvisa, a Qdenga é indicada para pessoas de 4 a 60 anos. Não foram feitos estudos para avaliar a eficácia da vacina em pessoas com mais de 60 anos.

Além disso, podem se vacinar com a Qdenga tanto quem já teve dengue quanto quem nunca foi infectado. Essa é a primeira vacina liberada no país para pessoas que nunca entraram em contato com o vírus da dengue.

Mas não pode ser imunizado com a vacina quem tem as seguintes condições:

  • alergia a algum dos componentes
  • sistema imunológico comprometido
  • imunossuprimidos
  • gestantes e lactantes

Fonte: G1

Acompanhe também o “Isto é Aracaju” nos seguintes canais: WhatsApp, Instagram, Facebook, X Antigo, Twitter e YouTube.

Deixe um comentário