Canal WhatsApp Isto é Aracaju

Tubarão-Tigre Encalha em Rede de Pesca na Praia do Abaís

Photo of author

Por Isto é Aracaju

Tubarão-tigre preso em rede de pesca na praia do Abaís
Tubarão-tigre preso em rede de pesca na praia do Abaís, Estância, Sergipe, cercado por banhistas e pescadores que registram o momento com fotos e vídeos. (Foto: redes sociais)

Na segunda-feira, 8 de julho, um tubarão-tigre (Galeocerdo cuvier) ficou preso em uma rede de pesca na praia do Abaís, em Estância, no interior de Sergipe. O incidente chamou a atenção de pescadores locais, que se surpreenderam ao avistar o animal durante uma pescaria.

As imagens do tubarão-tigre rapidamente viralizaram nas redes sociais, mostrando o alvoroço dos banhistas ao se depararem com o tubarão de perto. Vídeos e fotos compartilhados online capturaram a reação do público e ajudaram a disseminar a notícia.

De acordo com o biólogo Andrews Sá Pires, esses tubarões, apesar de sua aparência intimidadora, não são necessariamente perigosos para os humanos. “Os incidentes de ataques de tubarão a seres humanos são extremamente raros”, afirma.

Andrews enfatiza que o sensacionalismo muitas vezes cria uma imagem negativa desses animais. “A realidade é que os tubarões são criaturas magnificentes e vitais para a saúde dos oceanos. A conscientização sobre sua verdadeira natureza e os desafios que enfrentam é crucial para sua conservação. Eles desempenham um papel essencial no ecossistema marinho e sua preservação é fundamental para o equilíbrio ambiental”, destacou.

Sobre a aparição do tubarão-tigre em Sergipe, Andrews explica que a espécie é encontrada ao longo de toda a costa brasileira, desde o litoral norte até o sul, frequentando principalmente áreas costeiras e estuarinas. “Sua presença é mais comum em regiões onde as águas são mais quentes, como no Nordeste, onde há uma maior diversidade de presas. A distribuição do tubarão-tigre no Brasil reflete a importância dos ecossistemas costeiros como habitats fundamentais para a biodiversidade marinha. Isso destaca a necessidade de conservação e manejo sustentável dessas áreas para garantir a sobrevivência desta e de outras espécies que dependem desses habitats”, detalha.

Por Isto é Aracaju

Acompanhe também o “Isto é Aracaju” nos seguintes canais: WhatsApp, Instagram, Facebook, X Antigo, Twitter e YouTube.

Deixe um comentário