A deputada estadual Kitty Lima (Cidadania), líder da oposição na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), cobrou nesta terça-feira, 24, durante sessão virtual, uma justificativa da secretária de Estado da Saúde, Mércia Feitosa, pelo cancelamento da audiência pública que aconteceria nesta manhã na Casa sobre a atuação do Governo do Estado no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Na oportunidade, a gestora responderia aos questionamentos dos parlamentares que estão preocupados com o cenário de avanço da doença que vem se agravando em todo o estado.

Esta é a segunda vez que a secretária de Saúde cancela sua ida à Alese para apresentar aos deputados estaduais os esforços que vêm sendo feitos pelo Governo do Estado no combate à Covid-19, esclarecer questionamentos dos parlamentares sobre as medidas que estão sendo realizadas e as que podem ser adotadas, além da bronca da população em relação à assistência aos pacientes que buscam por atendimento em decorrência do vírus.

“Mais uma vez várias perguntas ficam sem resposta. Até o momento, infelizmente, não recebemos sequer uma justificativa pelo segundo adiamento da presença da secretária e a gente precisa que essa gestão atue com total transparência. O Governo de Sergipe é conhecido por não dialogar e o governador Belivaldo Chagas se comporta por muitas vezes como o dono do estado, afinal de contas, o grupo político ao qual ele faz parte está há muitos anos no poder e pouco temos visto o que tem sido feito de fato em benefício do povo. Desde o início da pandemia não há diálogo com os setores mais afetados e nem com a população mais carente que precisa de um auxílio especial para enfrentar essa crise, isso sem contar o problema da falta de leitos e respiradores que tem dificultado o atendimento às pessoas infectadas”, reclamou Kitty.

Durante seu pronunciamento, a deputada lembrou que o Governo do Estado comprou, por meio do Consórcio Nordeste, em abril do ano passado, 30 respiradores mecânicos indispensáveis aos leitos de UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) neste período de pandemia do coronavírus, uma transação de R$ 4,9 milhões. Porém, os equipamentos nunca foram entregues e nem o dinheiro público foi reavido.

“A gente não esqueceu dos respiradores do Consórcio Nordeste que nunca chegaram a Sergipe e nem o dinheiro que foi pago à empresa contratada. A secretária precisa dar uma explicação a essa Casa Legislativa, não estamos falando apenas de verba pública, mas sim de vidas que podiam e que podem ser salvas com esses equipamentos. A população também cobra de nós deputados uma resposta quanto a entrega desses aparelhos, assim como a falta de medicamentos importantes no atendimento aos pacientes com Covid-19 a exemplo da medicação que é essencial para intubação. Mas aí fica a pergunta, cadê a secretária para prestar todos esses esclarecimentos?”, cobrou Kitty.

A parlamentar questionou também as supostas ampliações do número de leitos de UTIs que vêm sendo divulgadas pela gestão de Belivaldo Chagas que, segundo os usuários que têm procurado pelo atendimento, não estão sendo suficientes para suprir a demanda de pacientes.

“Belivaldo tem anunciado a ampliação desse acolhimento, mas o que tem chegado até nós é que não há vagas e que é preciso esperar vagar leitos. Precisamos entender o que está acontecendo porque o governo anuncia que tem vagas, mas na prática o que estamos vendo são famílias desesperadas em busca de leito”, lamentou Kitty.

Fonte: Deputada Kitty Lima

Deixe uma resposta